Início Origem Instrumentos Trajes Danças Grupos Na Escola  Ligações

  O que são os Pauliteiros de Miranda
  A institucionalização dos Pauliteiros
  Vestígios da tradição dos Pauliteiros e reconstrução da tradição
  Os lhaços
  Conclusão

Barbara Alge, Revista "Brigantia", Jul/Dez 2004

 



 


 

Os lhaços

Uma grande parte da minha tese é dedicada ao repertório dos Pauliteiros: os assim chamados lhaços. Como este texto se concentra na folclorização da dança dos Pauliteiros, quero finalmente mostrar o impacto que a folclorização tem no repertório tradicional: dos 58 lhaços que juntei sistematicamente por fontes literárias e nos grupos dos Pauliteiros, um grupo sabe no máximo 25. 

Por causa do tempo limitado nos festivais de folclore, os Pauliteiros podem muitas vezes não dançar mais do que de 5 a 10 lhaços. Somente no peditório das festas religiosas os Pauliteiros dançam todo o seu repertório. Devido ao aumento das actuações folcloristicas, os Pauliteiros dançam cada vez menos lhaços e isto afecta também a variedade dos lhaços nas festas religiosas. 

Além disso, uma redução do repertório resulta também da perda das letras dos lhaços: enquanto as letras tinham antigamente uma função mnemotécnica e foram cantadas pelo ensaiador ou pelo gaiteiro nos ensaios, os dançadores actuais memorizam a coreografia principalmente pela música ou pela denominação das partes coreográficas individuais (uma descrição das partes coreográficas encontra-se na minha tese).

Como a maior parte dos lhaços soa melodicamente igual e distingue-se sobretudo pelas letras que estruturam o ritmo, isto tem um efeito fatal: lhaços semelhantes são amalgamados e só os lhaços com melodia e coreografia distinta ficam. No meu estudo analisei o grau de semelhança entre os diversos lhaços e transcrevi a melodia de todos os lhaços por mim gravados. Falo também do impacto que a perda dos lhaços tem na interpretação musical dos gaiteiros, mas isto ultrapassava os limites deste texto. 

Continuar ---->